Search

MCP e Universidades realizam curso de defensores e defensoras Populares de Sementes Crioulas

Updated: Apr 6


O MCP realiza o curso juntamente com o Instituto Amazônico de Agriculturas Familiares, da Universidade Federal do Pará - INEAF/UFPA, o curso de Direito, da Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Núcleo de Educação, Pesquisa e Práticas em Agroecologia e Geografia (NEPPAG Ayni), da Universidade Federal Pernambuco (UFPE).


A proposta está inserida, como uma das ações, no âmbito da campanha SEMENTES DA VIDA, que surgiu da necessidade de ampliar as ações de ensino, pesquisa e extensão na temática, bem como da necessidade de alertar a sociedade sobre o silencioso e grave problema da contaminação de variedades tradicionais de sementes crioulas.


A perda de variedades tradicionais e a erosão genética da agrobiodiversidade, além da privatização deste recurso essencial para a vida humana, é um dos grandes problemas que enfrentamos desde quando a revolução verde promoveu a reconfiguração do campo em quase todo o planeta, por meio da industrialização. Isto vem provocando a substituição de variedades tradicionais por variedades híbridas e transgênicas, principalmente pelos grandes produtores do agronegócio, mas também por pequenos agricultores e camponeses.


Neste sentido, o curso pretende formar defensores e defensoras populares de sementes crioulas que conheçam todas as questões relacionadas aos aspectos socioculturais, técnicas agronômicas e jurídicas sobre a temática das sementes crioulas.

Dentre esses aspectos, especialmente estão inseridos aqueles relativos a evitar a contaminação e promover a proteção, conservação e uso das variedades locais. Sendo assim, o curso foi pensado de maneira multidisciplinar, que se organiza em três eixos centrais: aspectos políticos e socioculturais; aspectos técnico-agronômicos e o terceiros aspectos jurídicos. Além disso, é prevista a culminância onde serão expostos casos práticos e exitosos relacionados aos temas abordados.


Esta experiência do curso, que se inicia nesta quarta-feira, 06 de abril, abrange um amplo e diverso público para que seja fortalecido o espaço de diálogos e trocas de saberes.


Todas aulas ficarão disponíveis na íntegra pelo Youtube do MCP para quem quiser acompanhar os debates e assuntos que estarão rolando no curso de extensão.


Camponeses e camponesas em luta: por soberania alimentar e poder popular!